sexta-feira, 7 de Março de 2008

Semana da Leitura - Teatro da Borboleta Branca










História "A Borboleta Branca"

Era uma vez uma borboleta que era toda branquinha e cujo maior sonho era ter as asas com as maravilhosas cores do arco-íris.
Ora como todas as suas irmãzinhas eram muito bonitas e coloridas, a borboleta sentia-se muito triste, porque achava-se tão feia e sem graça.
Um dia a borboleta branca, foi ter com a sua amiga flor, que também era toda branca e puseram-se a lamentar, a grande inveja que sentiam por todas as coisas coloridas e bonitas.

FLOR: - Olá, borboleta branca como estás?
BORBOLETA: - Olá flor, estou triste.
FLOR: - Porquê?
BORBOLETA: - Porque me acho feia e sem graça. Gostava de ser colorida.
FLOR: - Eu também, sou branca e gostava de ser de outra cor.
BORBOLETA: - Já pousou em ti alguma vez uma borboleta branca como eu?
FLOR: - Não, só te conheço a ti. Sabes que vai haver um concurso de asas de borboleta?
BORBOLETA: - Como é que sabes?
FLOR: - Ouvi as outras borboletas comentarem quando pousavam em mim. Vão eleger a borboleta mais bonita de todas.
BORBOLETA: - Eu gostava de participar, mas sem cor, não tenho graça nenhuma…
FLOR: - Vê se arranjas uma maneira de ficar colorida!
BORBOLETA: - Vou pensar.

A Borboleta Branca pensou que, se comesse cenouras, podia ficar cor-de-laranja, mas como as cenouras eram grandes e duras, não as conseguiu comer.
Pensou novamente, e resolver esfregar-se num morango várias vezes até que acabou por ficar com as asas vermelhas. Ficou tão feliz por ter as asas coloridas que se foi inscrever no concurso.
No dia seguinte, caiu uma chuvinha, e a cor vermelha saiu. A borboleta ficou novamente triste. Mas como já se tinha inscrito no concurso teve que participar, mas não tinha esperança nenhuma de ganhar.
Quando chegou a hora do desfile, as borboletas puseram-se mais bonitas do que nunca, as asas lavadinhas, brilhantes, para impressionar o júri.
O girassol que era o apresentador do concurso de asas de borboleta ficou encantado com a variedade de asas… nunca tinha visto naquele jardim tantas borboletas e tão lindas!!!
GIRASSOL: - Vai ser difícil de escolher, ai vai, vai!...
Vou perguntar aos meninos que aqui estão, qual é a mais bonita?
- Esta? Esta? Esta?....

O júri reuniu, pensou, analisou e decidiu que as borboletas eram todas
muito bonitas mas que a vencedora era a mais rara e diferente de todas. Sabem qual?
GIRASSOL: - A vencedora é, é, é… A BORBOLETA BRANCA.
A borboleta branca ficou muito feliz e desistiu da ideia de ser colorida.



FIM



Os alunos com necessidades educativas especiais da E B 2/3 de Cabreiros foram fantásticos na tarefa de representar cada um o seu papel do teatro "A Borboleta Branca". Esta história foi representada para os alunos dos Jardins de Infância e Escolas do 1.º Ciclo do Agrupamento de Escolas Braga Oeste.

Era uma história que abordava as diferenças e potenciava essas mesmas diferenças como uma mais valia. Os alunos saíram desta experiência com a autoestima elevada, foram aplaudidos pelos pares e pelos professores.





1 comentário:

Anónimo disse...

Gostei da vossa história bem como da vossa participação na semana da leitura do Agrupamento.
São estas actividades que promovem o gosto pela leitura e o envolvimento de todos os agentes educativos no sucesso dos alunos.
Parabéns e façam mais actividades como esta.

Uma docente do Agrupamento de Escolas Braga Oeste